CEASA Mato Grosso
CEASA Mato Grosso

Redução da dose da vacina contra aftosa é autorizada pelo Mapa

24/01/2018
AYRTON LONGO
0 COMENTÁRIOS

 

 

  Foi publicada no Diário Oficial a Instrução Normativa nº 11 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) segunda-feira (22/01) autorizando a redução da dose da vacina contra a aftosa de 5 mililitros para 2 mililitros. Uma das razões para a mudança da quantidade aplicada será para diminuir o volume de óleo mineral, reduzindo as reações locais.

 

  O Brasil segue o exemplo de países como a Argentina, Bolívia e Uruguai, que já fazem uso desta prática e obtiveram resultados satisfatórios, conseguindo preservar a potência da vacina e diminuir as reações.

 

  O óleo mineral utilizado para o combate da aftosa tem como objetivo promover uma imunidade mais longa, mas é um dos principais responsáveis pela indução de reações do tipo alérgica no local da aplicação.

 

  “É importante dizer que os calendários da vacinação tanto pro primeiro semestre quando para o segundo continuam valendo. Nessa primeira fase de 2018 ainda teremos as vacinas com 5 ml e essa transição acontecerá com todo o esforço do Ministério da Agricultura a partir da segunda etapa de vacinação de 2018, onde nós teremos os volumes adequados dessa vacina de 2 ml já com as alterações de uma fórmula do jeito que o pecuarista solicitou com a redução da saponina para evitar os abcessos e efeitos adversos da vacina de maneira indevida”, destacou Luis Eduardo Rangel, secretário de Defesa Agropecuária do Mapa.

 

Fonte MAPA

 

  Foi publicada no Diário Oficial a Instrução Normativa nº 11 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) segunda-feira (22/01) autorizando a redução da dose da vacina contra a aftosa de 5 mililitros para 2 mililitros. Uma das razões para a mudança da quantidade aplicada será para diminuir o volume de óleo mineral, reduzindo as reações locais.

 

  O Brasil segue o exemplo de países como a Argentina, Bolívia e Uruguai, que já fazem uso desta prática e obtiveram resultados satisfatórios, conseguindo preservar a potência da vacina e diminuir as reações.

 

  O óleo mineral utilizado para o combate da aftosa tem como objetivo promover uma imunidade mais longa, mas é um dos principais responsáveis pela indução de reações do tipo alérgica no local da aplicação.

 

  “É importante dizer que os calendários da vacinação tanto pro primeiro semestre quando para o segundo continuam valendo. Nessa primeira fase de 2018 ainda teremos as vacinas com 5 ml e essa transição acontecerá com todo o esforço do Ministério da Agricultura a partir da segunda etapa de vacinação de 2018, onde nós teremos os volumes adequados dessa vacina de 2 ml já com as alterações de uma fórmula do jeito que o pecuarista solicitou com a redução da saponina para evitar os abcessos e efeitos adversos da vacina de maneira indevida”, destacou Luis Eduardo Rangel, secretário de Defesa Agropecuária do Mapa.

 

Fonte MAPA



Comentários

Novo Comentário

Nome

E-mail

Mensagem

O valor da soma 8 + 5 é: